quinta-feira, 30 de abril de 2015

Congresso Concílio Vaticano II - 1º dia

Nesta última quinta feira (30), iniciou-se o primeiro Congresso realizado em Sergipe sobre o Concílio Vaticano II, com o tema “Os Desafios da Teologia na Sociedade Contemporânea”. O Congresso traçou cinco objetivos: 1 - comemorar o cinquentenário de encerramento do Concílio Vaticano II; 2 - refletir sobre as 4 constituições (sobre Revelação Divina, a natureza da Igreja, sua Missão e sua forma de louvar a Deus); 3 - promover o encontro e o conhecimento mútuo de teólogos/as do nordeste; 4 - estudar os demais documentos do Concílio em minicursos e 5 - conhecer melhor alguns peritos do Concílio.

O Congresso foi iniciado com a explanação da teóloga Irenir Jesus Santos (Aracaju-SE), que refletiu sobre a participação do teólogo Yves Congar no Concílio. Esta, por sua vez, procurou apresentar suas contribuições enfatizando a facilidade da compreensão de seu pensamento, tendo o ecumenismo como a maior causa defendida por ele, já que o mesmo era um dos peritos. 

Outro momento de grande importância foi a exposição sobre Gaudium et Spes (a Igreja no mundo), conferida pelo Ms. Pe. Tony Santos Silva (Aracaju-SE), que abordou o desafio de se fazer teologia nos dias de hoje, bem como do uso de uma linguagem teológica adequada à realidade atual.

Durante a noite, após a cerimônia de abertura e do lançamento oficial do livro “Província Eclesiástica de Aracaju”, aconteceu a conferência ministrada pelo Prof. Dr. Sérgio Sezino Douets Vasconcelos (Recife-PE),
 que tratou dos desafios da teologia na sociedade, enfatizando a relação entre teologia e contemporaneidade, destacando aspectos relevantes à nossa reflexão, como o relativismo, o fundamentalismo e outros. Terminadas as atividades no auditório, todos se dirigiram ao pátio do Seminário Maior para assistir à apresentação da filarmônica da cidade de Estância-SE (concerto lira Carlos Gomes), que encerrou as atividade do dia.

A realização deste Congresso foi encabeçada pelo Padre Videlson (Arquidiocese de Aracaju), em parceria com os Bispos da Província (Aracaju, Propriá e Estância) e com a Universidade Federal de Sergipe.

Abertura - Irenir Jesus Santos, sobre Yves Congar.

Conferência sobre a Gaudium et Spes com o Pe. Ms. Tony dos Santos.

Missa de abertura

Dom José Maria Pires e Dom João José Costa
Dom Armando Bucciol e Dom José Palmeira Lessa

Diácono Alan (Vice-Reitor de Seminário Propedêutico)
Homilia (Dom Armando Bucciol)

Pe. Pedro Reis representando o Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição.
Pe. Videlson, coordenador do Congresso Concílio Vaticano II.
Lançamento oficial do livro Província Eclesiástica de Aracaju (Ir. Morais)


Apresentação da filarmônica da cidade de Estância-SE (concerto lira Carlos Gomes).

Ato Acadêmico: A pastoral em tempos da modernidade líquida



Nesta última quarta-feira, dia 29 de Abril, realizou-se no Centro Acadêmico Nossa Senhora da Conceição uma explanação acerca do tema “A pastoral em tempos da modernidade líquida” referente ao pensamento do filósofo e sociólogo polonês Zygmunt Bauman que trata a modernidade como algo líquido, incapaz de se manter estável.


O tema foi explicitado pelo Pe. José Soares de Jesus, mestre em História da Igreja e pelo Pe. Valdes Aparecido F. Lima, mestre em Teologia Fundamental. O ato teve como mediador o Pe. Manoel Barbosa Santos, mestre em Teologia Pastoral. Também estavam presentes o Vice-Reitor Pe. Vadson, o Diretor acadêmico Pe. Genivaldo Garcia e o Coordenador pedagógico Ginaldo, além de outros professores e alunos.



Pe. Genivaldo Garcia fazendo as considerações iniciais

Mediação de Pe. Manuel Barbosa.

Explanação de Pe. Soares de Jesus.

Explanação de Pe. Valdes Aparecido.


Padre Genivaldo fazendo as considerações finais.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Aniversariantes do mês de Abril

Roberto Rosa, Willer Sampaio, Padre Vadson, Jorge Frances, Rominique Rezende e Lucas Pires

terça-feira, 28 de abril de 2015

Lançamento do livro Província Eclesiástica de Aracaju



No dia 30 de abril, às 20h, no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição, ocorrerá o lançamento oficial do Livro “Província Eclesiástica de Aracaju”, que narra a chegada da Igreja Católica no Estado de Sergipe, com a criação da Diocese de Aracaju, sua elevação à condição de Arquidiocese e criação das Dioceses de Estância e Propriá.



O trabalho de pesquisa foi concretizado pela Irmã Maria Eleonôra de Jesus Morais e o trabalho de impressão pela Segrase. Outrossim, convidamos à todos para esse importante marco na história da nossa província.


Pré-lançamento no Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda
 
Presenças de Dom José Palmeira Lessa (arcebispo da Arquidiocese de Aracaju), Dom Giovanni Crippa (bispo da Diocese de Estância) e Jackson Barreto (governador de Sergipe)
 

sexta-feira, 17 de abril de 2015

RETIRO MENSAL DOS SEMINARISTAS



Nesta quinta-feira (16/05), realizou-se no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição mais um retiro mensal, essa ocasião na formação dos futuros presbíteros da Igreja de Cristo é de suma importância para o discernimento da vontade do Pai os mesmos. E este mês teve como condutor o Pe Adinaldo, Vigário Forâneo e Pároco da Paróquia São José, na cidade de Pedrinhas, Diocese de Estância.
O retiro iniciou com a Hora Média (Oração das Quinze Horas), logo após, o Padre, exortou, dizendo: “Para sermos bons cristãos é necessário sermos amigos íntimos de Jesus, isso acontece por meio da oração. E não podemos perder amizade de Cristo, pois matamos Deus quando pecamos, limitando assim, a ação do Senhor em nós.” Motivados por essas palavras, os seminaristas entraram em deserto, momento de reflexão, de estar em verdadeiro encontro com Deus, rever o que precisar se mudado em nossa vida e caminhada vocacional.
Dando continuidade para este momento de espiritualidade, no final da tarde, houve a celebração da Santa Missa, momento importante na vida de todo e qualquer cristão, sendo assim, em sua homilia o pregador direcionou suas palavras aos seminaristas, afirmando: “Para darmos o testemunho de Deus, das coisas do alto, é necessário antes de tudo, a verdadeira conversão. As coisas da terra são simplesmente coisas mesquinhas e não fazem parte da nossa vida, ou seja, a de um autêntico cristão”. Ainda disse, refletindo a liturgia da palavra: “Os apóstolos, como nos diz na primeira leitura da liturgia de hoje, foram anunciar, sem medo, cheios de esperança e coragem, porque tinham em si a presença forte do Cristo Ressuscitado. Assim como os apóstolos tiveram tal coragem, possam vocês seminaristas anunciá-Lo. Porém quem não teve a experiência com o Ressuscitado são seres limitados e de baixezas humanas. Tomando o exemplo dos apóstolos e os primeiros discípulos sejamos testemunhas do Ressuscitado e que às coisas desse mundo não desvirtue o nosso verdadeiro sentido. Não tenham medo de levar a Boa Nova para o povo de Deus. Hoje seminaristas e amanhã padres para sempre”.
Concluímos o nosso retiro mensal com Adoração ao Santíssimo Sacramento, momento de agradecer e louvar a Deus pelas tamanhas graças alcançadas em nossas vidas e por todo este dia que vivemos de intensa espiritualidade. Por fim, saímos com o propósito de vida, que viemos e estamos no mundo para servi e não para ser servido, sendo testemunhas dAquele que venceu a morte e deu-nos a vida eterna. 


Pe. Vadson (vice-reitor), Pe. Adinaldo e Pe. Pedro Reis (diretor espiritual)